Wbio: A primeira criptomoeda brasileira

criptomoedas wbio

Wbio ainda está na fase de pré venda, mas já é um sucesso

O ano de 2017 foi marcado pelo sucesso financeiro do Bitcoin. A criptomoeda cresceu esporadicamente e acabou criando uma bolha financeira. Ao redor do mundo começaram a surgir vários modelos de criptomoedas, e no Brasil não foi diferente. Em janeiro uma start up Gaúcha surgiu com a primeira moeda criptografada do país, a Wbio.

“A ideia foi desenvolver um equipamento, o P1, que permitisse que a lâmina com a amostra fosse fotografada e a imagem enviada para um sistema que faria a análise e liberaria o laudo de forma digital para conferência e assinatura virtual de um biomédico. Ou seja, um processo que até então é manual passaria a ser digitalizado e ganharia em redução de custo e agilidade”, explica Lucas Sperb, sócio da Wbio.

Como a Wbio Funciona

A startup surgiu da necessidade de agilizar o resultado de exames laboratoriais comuns, como hemogramas, que ainda são feitos manualmente e poderiam ser automatizados. Mas o grande diferencial da Wbio é ir além da parte financeira. Com os resultados obtidos com o Wbio será possível realizar  investimentos nos equipamentos laboratoriais.

O desafio é que o equipamento desenvolvido pela Wbio, utilizado para digitalizar as imagens dos exames e enviá-las para o sistema de análise, custa cerca de R$ 25 mil. A solução foi  realizar um espécie de empréstimo durante a prestação de serviços. Os aparelhos de TV por assinatura são um exemplo.

O funcionamento é semelhante ao de outras moedas virtuais existentes no mercado. A operação, por enquanto, funciona diretamente a partir do link: primeiraico.com.

“A partir do dia 23 de abril, a moeda estará disponível nas casas de câmbio para compra e venda. Em um ano, pretendemos finalizar a captação de recursos e implantar 10 mil equipamentos de telediagnóstico em laboratórios de todo o Brasil”, revela o empreendedor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *